domingo, 12 de abril de 2009

O que é Porosidade Capilar?

A porosidade incomoda muita gente (incluindo eu). Por enquanto aqui está um texto explicando o que é a porosidade. Como ainda não existe uma tratamento definitivo para este problema, fica para um próximo post as dicas de como contornar toda essa rebeldia!

Porosidade é a capacidade do fio de cabelo absorver líquidos ou umidade. Os principais fatores causadores da abertura das cutículas do cabelo são a exposição excessiva ao sol, vento, shampoos muito abrasivos (alcalinos - lauril sulfato de sódio), tinturas, descoloração, relaxamentos, escovas definitivas, permanente, calor do secador e da chapa.

A porosidade faz com que os cabelos fiquem mais volumosos e rebeldes, o brilho desaparece e os fios ficam arrepiados e vulneráveis as condições ambientais. Acelera o processo de desbotamento da cor e as pontas dos cabelos começam a abrir e se partem facilmente com o manuseio.

As cutículas são barreiras protetoras que dificultam a ação danosa dos agentes ambientais (vento, sol, poluição, baixa umidade do ar) e a ação de produtos químicos. Estes agentes atuam de diversas formas:

- O sol produz, com seus raios ionizantes, radicais livres que destroem as moléculas, resultando em desbotamento, ressecamento e envelhecimento do fio.

- A baixa umidade do ar pode ser sentida na pele, que passa a repuxar, incomodando e acelerando o processo de aparecimento das rugas. O mesmo ocorre com os cabelos, que passam a ter um aspecto envelhecido.

- A poluição deposita sobre os fios substâncias químicas em pequena quantidade, mas que vão se acumulando e agindo sobre as moléculas, que compõem a estrutura do cabelo, alterando-as lentamente com o tempo.

- Com o tempo úmido os fios porosos tornam-se muito elásticos pois absorvem excesso de umidade e ficam fragilizados rompendo-se facilmente.

As cutículas tendem a sofrer uma erosão natural a medida que o fio vai crescendo e também com os processos químicos de transformação (coloração, descoloração, permanente e relaxamento etc) que atuam em pHs elevados, pois precisam abrir as escamas e agir na região cortical responsável tanto pela cor como pela forma dos fios. O equilíbrio do pH após o tratamento químico não consegue recuperar totalmente as condições pré-químicas e os cabelos se tornam porosos. O simples lavar dos cabelos passa a desvitalizá-los, pois a barreira de proteção já não está mais íntegra.

O sebo produzido pelas glândulas sebáceas, que em cutículas alinhadas é responsável pelo brilho e sedosidade dos cabelos, já não é suficiente para envolver e proteger toda a estrutura do fio, visto que as cutículas abertas aumentam a área a ser envolvida. Seria preciso muito mais sebo do que o naturalmente produzido.


Diferentes Graus de Porosidade:
fotos do site da Nioxin



Baixa porosidade: (foto 1) cabelos com ótima resistências, geralmente virgens. As cutículas estão bem próximas da superfície do córtex. Líquidos tem dificuldade de penetrar no interior do fio.

Porosidade moderada: (foto 2) cabelos com as cutículas levemente levantadas. São os cabelos 'normais'.

Porosidade acentuada: (foto 3) se aprensenta em cabelos com química em geral, ressecados, danificados pelo sol, pelo vendo, etc. Este tipo de fio absorve líquidos e umidade rapidamente, mas também perde rapidamente.

Porosidade extrema: (foto 4) cabelos muito maltrados pelas químicas em geral. Absorvem e perdem umidade quase instantâneamente. As cutículas se encontram extremamente abertas.

-----------------------------------------------------------------------------
Ficou com dúvidas? Visite o Fórum Terapia Deva!

Foto: photobucket
Referências: Nioxin, Oswaldo

6 comentários:

Anônimo disse...

loucuraaaAAAAA

Gracinha Croche disse...

Ótima matéria, explicação super fácil de compreender. ;)

Anônimo disse...

oi

lane disse...

Esta esplicasão foi o max adorei.

jean felipe disse...

muito boa a explicaçao

Erika Souza disse...

Amei a explicação parabéns..segue eu tbm?
http://cabelosmakeeunhas.blogspot.com.br/

Encaracoladas!

:D