segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Quando cortar o cabelo molhado e quando cortá-lo seco

A maioria dos cabeleireiros corta os cabelos de suas clientes após lavá-los ou apenas umedecê-los com água, mas esta nem sempre é a melhor escolha. Quem dá as orientações é Tommy Buckett, do salão nova-iorquino Sally Hershberger, que conversou com o pessoal do site Allure:

Tente cortar o cabelo seco:

- Se o seu cabelo for comprido. “As mulheres que tem cabelo comprido e querem manter o comprimento intacto devem definitivamente cortá-lo seco. O cabelo estica e encolhe quando está molhado, então a quantidade que o cabeleireiro está removendo pode enganar”.

- Se o seu cabelo é cacheado, fino e quase liso ou ondulado. “Quando as clientes tem cabelo ondulado ou cacheado ou com partes esquisitas que destoam do resto, eu sempre recomendo um corte a seco”. O corte seco ajuda na hora de ver a situação real de comprimento e distribuição, além de facilitar o planejamento do corte.

- Se o cabelo está pesado. Cortar o cabelo seco ajuda a remover o peso e adicionar textura sem mudar muito o formato do corte.

Tente cortar o cabelo molhado:

- Se você quer tentar algo novo. “O cabeleireiro tem mais controle no cabelo molhado”, afirma Buckett. “É mais fácil de modelar um formato inteiramente novo quando o cabelo para quieto”.

- Se você cortou o cabelo seco por muitas vezes consecutivas. “Um corte úmido é necessário de vez em quando, porque muitos cortes a seco em seguida podem deixar o cabelo danificado, descamado”.

4 comentários:

amanda. disse...

Adorei o blog e estou seguindo!
passa lá e segue também! :D

Amanda/ rendasepaetes

Super Lana disse...

sou loca pra testar o corte a seco
no meu,acho que seria melhor...
meu cabelo tem muita diferença quando
tá seco e molhado,qualquer dia faço o teste!!

Bjuss

Claudia Figueiredo disse...

Cortei a seco tem poucos dias-ODIEI- o cabelo ficou cheio de pontas, parecendo caminho rato, nunca mais permitirei que um profissional faça isto no meu cabelo. Infelizmente este cabeleireiro só reforçou aquilo que já vinha percebendo, se transformou num mercenário, só pensa no dinheiro que quer ganhar e não consegue enxergar a necessidade da cliente.

Crishair disse...

Adorei esta parte: "Quando as clientes tem cabelo... com partes esquisitas que destoam do resto..." é o meu caso rsrsrs.
Pena os profissionais brasileiros não se antenarem para esta necessidade. São poucos que conseguem fazer um corte a seco e dentre estes, um número ainda menor o fazem bem-feito.

Encaracoladas!

:D